9.3.09

3- e...

apanhar a roupa, no estendal do jardim.  Aproveitar o sol para dobrar bem e separar. Passar 1º as peças mais volumosas (para baixar a pilha depressa). Depois a mais urgente e demorada ( para não deixar para o fim as peças piores). Fazer uma paragem e descansar a dobrar as meias e roupa interior.
No fim deitar um pouco, com as pernas levantadas e encostadas na parede. 



1 comentário:

Isabel disse...

Já assisti a este ritual e é mesmo assim.
Quem sabe, sabe!
Beijinho